Erick Higa, atleta juventino e medalhista de bronze em Toronto

10 de maio de 2018

Destaque da equipe Paralímpica de Tênis de Mesa do Clube Atlético Juventus, Erick Higa, demorou a encontrar um esporte que o motivasse.

Com 22 anos, ele frequentou outras modalidades, mas através do tio e do primo conheceu o Tênis de Mesa e há oito anos vem se aperfeiçoando. Em Toronto, ganhou a medalha de bronze no Parapan.

O esporte paralímpico é divido em 11 classes. De um a cinco são os cadeirantes. De 6 a 10 são os andantes. E a classe 11 é dos com deficiência intelectual. Quanto maior a classe menor é a lesão. Erick está na classe 9.

“Eu não era bom e quando conheci a parte mais técnica acabei gostando. Cheguei a treinar todos os dias da semana e a paixão foi me levando. Como é um esporte difícil de dominar, você não enjoa, pois sempre tem algo para aprender”, contou Erick.

Os treinamentos demoraram um pouco para dar resultado, mas quando começou a dominar algumas técnicas foi convocado para defender a Seleção Brasileira.

“Cheguei no Paralímpico achando que seria fácil, que o pessoal não deveria jogar bem. Fui muito mal e vi que o esporte era levado a sério. Os resultados começaram a vir aos poucos, e as pessoas que recrutavam para a Seleção começaram a ficar de olho em mim, e me chamaram para treinar com eles. Fiquei durante uns três anos”.

“Participei do projeto que montaram para a Paralimpíada. Todos da seleção tiveram que morar em Piracicaba e treinar como uma equipe. Era muita cobrança e eu acabei não lidando bem com isso. Fiquei desanimado, acabei saindo do projeto e fui estudar”.

Cursando o último ano de Design de Games, Erick ganhou a medalha de bronze no Parapan de Toronto, conquista que ainda o deixa visivelmente emocionado.

“Nunca esperava participar de algo tão grande. Não fui como favorito, tinha dois atletas na minha frente e um rapaz que entrou no meu lugar na Seleção. Joguei porque queria participar da Paralimpíada no Brasil. Treinei muito, abri mão de várias coisas para buscar essa vaga”.

“Não tem como explicar o que é representar o país. Me emociono quando vejo as famílias torcendo, comemorando, porque sei o sacrifício que é chegar até li”, revelou.

E se engana quem pensa que Erick desistiu de competir. Atualmente defendendo as cores do Juventus, ele ganhou no começo do ano o Campeonato Paulista. O atleta ainda não definiu qual a próxima competição, mas promete se dedicar em todas as oportunidades que tiver.

“Estou terminando a faculdade e ainda não sei o que vou fazer, mas quero levar o Tênis de Mesa sempre comigo. Vou dar o meu máximo e se tiver seletiva para o Parapan quero participar”, finalizou Erick.

E você? Já pensou em ser um atleta do clube?

Tags: , ,

Arquivado em: Clube, Esportes Olímpicos, Tênis de Mesa