Nos acréscimos, Juventus vence a Portuguesa na Rua Javari

15 de julho de 2019

juve x lusa10

Na manhã de domingo (14/07), o Moleque Travesso conquistou a vitória em cima da Portuguesa pelo placar de 1 a 0, anotado por Dener, aos 46 minutos do segundo tempo, pela 4ª rodada da Copa Paulista 2019, no Estádio Conde Rodolfo Crespi.

O jogo foi eletrizante do início ao fim. Logo nos primeiros 30 segundos, a Portuguesa sofreu pênalti, mas o batedor Gerley colocou a bola para fora. 

Após o pênalti, a equipe grená se manteve firme nos contra-ataques chegando frente a frente à defesa da Lusa. O ataque juventino, com Ortigoza, Potiguar e Mandacaru, consistiu em criar possibilidades, trocando muitos passes no campo ofensivo durante o jogo.

Mesmo com a grande posse de bola do Juventus, a Portuguesa tentava surpreender com contra-ataques, mas a defesa grená, com Robson, Bahia e Rafael Vianna, conseguiu impedir as oportunidades de gol. O primeiro cartão amarelo do jogo veio aos 11 minutos com Thiaguinho.

O lado esquerdo operado por Mandacaru foi consistente. Um dos lances com grande chance de gol veio aos 15 minutos, o camisa 11 levou a jogada até a grande área, limpou, mas o chute não foi efetivo.

Com a saída de Portiguar, aos 43 minutos do primeiro tempo, deu liberdade para Fernando trabalhar no lado esquerdo e deixar Mandacaru pelo meio de campo.

A outra oportunidade clara de gol ocorreu nos acréscimos do primeiro tempo, Douglas cobrou falta mandando na grande área, mas Mandacaru cabeceou para fora.

Com o retorno do segundo tempo, o Dérbi começou frio. Ambas as equipes começaram trabalhar a bola pelo meio, estudando bem uma a outra. O primeiro ataque foi aos 15 minutos com Ortigoza, que cruzou para Mandacaru, mas o goleiro adversário Rafael interceptou a jogada.

O técnico Alex optou então pela saída de Douglas e pela entrada de Roger. O camisa 15 se posicionou no meio de campo, alternando com Fernando pela esquerda, realizando os cruzamentos para Mandacaru e Ortigoza.

A última substituição juventina ocorreu aos 26 minutos com a entrada de Dener e a saída de Mandacaru. Aos 33, a chance de gol aconteceu com Roger cruzando pela esquerda na pequena área, no entanto o goleiro rival espalmou e Ortigoza, no rebote, chutou para fora.

Com os ânimos à flor da pele, o técnico Alex Alves e Ortigoza receberam cartão amarelo.

Trabalhando a bola pelo meio e trocando passes, o gol juventino saiu aos 46 minutos. Dener recebeu a bola, mas na perna alta do defensor da Portuguesa sofreu a falta. Em batida rápida, Roger tocou para Dener, que puxou o contra-ataque se infiltrando pela esquerda e no cruzamento rasteiro para Ortigoza, a bola bateu na perna do zagueiro Guilherme, da Lusa, marcando o único gol da partida. 

Após o gol, a tensão do jogo continuou. Bahia recebeu direto o cartão vermelho, pelo árbitro considerar entrada violenta no atleta rival. A Portuguesa ainda chegou duas vezes nos minutos finais.

Aos 52 minutos, Gerley colocou a bola no meio para Cesar, que cruzou na pequena área, e Cesar chutou em cima do goleiro juventino Rafael Vianna, mas a bola foi para fora.

Aos 54, Roger fez a interceptação do contra-ataque da lusa e cometeu falta. Com a batida de Gerley na área, Rafael Vianna defendeu na ponta dos dedos. Apesar do susto, o goleiro grená disse, após o jogo, que a bola veio com efeito e, com o vento, chegou em tempo errado e a defesa saiu bem arriscada.

Com o término da partida, a equipe e a comissão técnica agradeceram o apoio das 2.888 pessoas que compareceram ao Clássico dos Imigrantes na Rua Javari. 

O autor do gol, Dener, comentou sobre o gol nos minutos finais: “Fiquei feliz em ter ajudado a equipe, de estar no banco e ter entrado marcando o gol, assim cumprindo a função tática. Clássico se joga, clássico se ganha.”

O professor juventino esclareceu a respeito da tensão dentro de campo. “É sempre uma adrenalina muito forte com a Portuguesa, sabíamos da importância dessa vitória, ainda mais por ter a chance de colocar o Juve na liderança do grupo 3. Foi um jogo muito difícil, muito truncado. Ambas as torcidas assistiram a um grande jogo das equipes”, disse.

Questionado sobre a opção de colocar Dener com 30 minutos de jogo, Alex disse que foi opção tática para abrir o ataque e finalizar com a agilidade do atacante.

“Quando chamei o Dener para jogar, coloquei ele em uma função diferente, como um falso 9, pois a zaga da Portuguesa estava bem cansada, até pela viagem feita durante a semana, quis aproveitar a velocidade do Dener para acelerar o ataque. Foi ótimo, o Dener entrar e anotar o gol, ele estava precisando marcar. Atacante vive de gols”, completou.

O Juventus retorna a campo no próximo sábado, pela 5ª rodada da Copa Paulista 2019, para enfrentar o Nacional, às 15h00, no Estádio Nicolau Alayon, na Barra Funda.

Ficha Técnica: 

Juventus x Portuguesa – 4ª rodada da Copa Paulista 2019

Local: Estádio Conde Rodolfo Crespi 

Horário: 10h00

Árbitro: João Vitor Gobi

Auxiliar 1: Ricardo Pavanelli Lanutto

Auxiliar 2: João Petrucio Marimônio de Jesus dos Santos

4ª Arbitro: Camilo Morais Zarpelão 

Público geral: 2.888 pessoas

Renda: R$ 47.505,00

Cartões Amarelos: Rafael Vianna (Juventus), Thiaguinho (Juventus), Gil (Juventus), Potiguar (Juventus), Ortigoza (Juventus), Dener (Juventus), Henrique (Portuguesa), Graciano (Portuguesa) e Rodrigo (Portuguesa)

Cartão Vermelho: Bahia (Juventus).

Gol: Dener (46’/2T)

Escalação: 

Juventus: Rafael, Thiaguinho, Robson, Bahia, Alê, Paulo Henrique, Douglas (Roger), Gil Paraiba, Ortigoza, Potiguar (Fernando) e Mandacaru (Dener).

Técnico: Alex Alves

Portuguesa: Rafael, Hudson, Henrique, Guilherme, Jonatas, Gerley, Thiago (Caique), Graxa, Maicom, Rodrigo e Igor (Cesar).

Técnico: Zé Maria

Veja as fotos:

Fotos: Ale Vianna/ C.A. Juventus

Tags: , ,

Arquivado em: Futebol Profissional